Método Eletromagnético (EM) e o equipamento EM-34

O método eletromagnético é um método da geofísica que é realizado a partir das propriedades físicas do solo e das rochas que se encontram abaixo da superfície.

O funcionamento de qualquer ensaio geofísico que utilize métodos eletromagnéticos (EM),  depende das medidas de campo magnético que são geradas na superfície da terra e produzem um corrente que vai passar de maneira diferente nos solos e rochas daquela determinada região. Um dos equipamentos mais comuns utilizados nesse tipo de ensaio é o EM-34, que funciona através do uso de diferentes bobinas. 

Para saber mais sobre sobre esse método e sobre o equipamento que foi citado neste conteúdo, leia até o final.

Aplicações do Método Eletromagnético (EM) Indutivo

Como falado anteriormente, o método eletromagnético indutivo funciona através da aquisição de dados da condutividade aparente do subsolo. Dessa forma, ele pode ser aplicado para vários estudos, como:

Equipamento EM-34

O equipamento EM-34, utilizado para realizar estudos do método eletromagnético indutivo, funciona através de uma bobina transmissora, que produz um campo magnético primário e induz correntes elétricas secundárias no subsolo.

Dessa forma, é gerado um campo magnético secundário, que vai poder permitir com que sejam realizadas leituras da condutividade aparente. Essas leituras vão ser interpretadas e modeladas e, junto com a geologia do local, poderão indicar zonas saturadas em água, possíveis mineralizações e outros resultados a depender do trabalho que está sendo executado. A imagem abaixo ilustra esse processo.

método-eletromagnético-indutivo-funcionamento

Na imagem abaixo, pode ser exemplificado como esse método é utilizado e os diferentes espaçamentos que são realizados quando a investigação geofísica é feita em campo. Após o trabalho de campo, esses dados são tratados em softwares e é gerado o resultado final, que é um mapa da condutividade aparente do local em que o trabalho foi realizado.

método-eletromagnético-indutivo

Aplicação do Equipamento EM-34 e do método eletromagnético indutivo

O equipamento EM-34 foi utilizado para identificar os estratos geoelétricos em função dos contrastes de condutividade aparente e principalmente caracterizar a presença natural da interface água doce / água salgada em um trabalho de campo realizado no estado do Ceará.

Ao analisar os perfis gerados, foram observadas zonas  anômalas condutivas associadas à oscilação natural da intrusão salina nas proximidades da linha de costa. Com isso, a aplicação desse método geofísico obteve sucesso em relação ao objetivo previamente estabelecido.

Se você precisa realizar um estudo geofísico que é necessária a utilização deste método, entre em contato conosco!

0

Deixe seu comentário:

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Métodos Geofísicos aplicados em Aterro Sanitário - Global Image

[…] do método geofísico da eletrorresistividade, em alguns casos também se utiliza o método eletromagnético (EM) e o GPR – Radar de Penetração no Solo. No método eletromagnético indutivo, usa-se a técnica […]

Aquisição, processamento e interpretação de dados geofísicos para exploração mineral​ - Global Image

[…] apropriados, por ex. terrestre, aerotransportado e o levantamento a ser aplicado, gravimétrico, método eletromagnético, entre outros. A aquisição de dados envolve as duas tarefas distintas de projetar a pesquisa e […]